A Mosca

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Por onde começar? A Mosca é um programa de rádio da responsabilidade de Alexandre Pinto, que teve o seu início no ano de 2013. Desde então, a missão passa por mostrar o que de melhor existe no mundo da música, sem nenhuma preferência por géneros. O único critério é que seja interessante. Como a música não passa sozinha, há também a palavra que a acompanha. E espaço para o cinema, e a literatura também. É A Mosca, que tarda em não pousar.

Episódios

  • 03/08 – Descobertas aleatórias, com perfume a África e Ben Stiller.

    03/08 – Descobertas aleatórias, com perfume a África e Ben Stiller.

    02/02/2020

    O mês de Agosto foi um mês de alguma mudança, com outros métodos. Por esta altura, iniciámos as emissões matinais ao longo de Agosto (que não registaremos, por serem alheias ao conceito do programa), pelo que, naturalmente, se manifestou alguma exaustão quanto à música em geral. Tentámos, por isso, abordar outras coisas, e tenderemos, ao […]

  • 27/07 – Memórias dos 60′, experimentação infantil e experimentação graúda.

    27/07 – Memórias dos 60′, experimentação infantil e experimentação graúda.

    27/01/2020

    Não sei de que forma poderei optimizar a introdução dos programas aqui no blog. Obviamente, o atraso está de tal forma incomportável que se justifica uma selecção das melhores emissões deste período; se tal for o critério, talvez não haja necessidade de avançar com esta. Depende de vós, parece-me. Com a passagem do tempo, perde-se […]

  • 20/07 – Modernidades, antiguidades, e barulho.

    20/07 – Modernidades, antiguidades, e barulho.

    19/11/2019

    Estar em Novembro e, volvidos quatro meses, haver que arquivar emissões de Julho: nunca imaginei deixar-me chegar a tão magnífico atraso! Fazia calor nesta altura, que é o máximo que podemos recordar à distância manifestada, mas mais nada nesta emissão nos remete ao presente tal como o faz a Mobilete, do Chico da Tina; é uma amostra do EP Trapalhadas, […]

  • 13/07 – Sensualidade nostálgica, artificialidade no rock, e experimentação desnorteada.

    13/07 – Sensualidade nostálgica, artificialidade no rock, e experimentação desnorteada.

    02/11/2019

    O imenso atraso a que votei todos os podcasts anteriores provoca uma estranha nostalgia; esta, na verdade, nem é das emissões que guardo com especial carinho. Suponho que os Khruangbin tivessem lançado disco novo, porque o ouvimos; mas ainda hoje subscrevo a obsessão com Erika de Casier, que tem um dos mais bonitos discos de 2019 – Essentials, como diz […]

  • 06/07 – Silêncio em espera, experimentação abstracta, memórias de Scott Walker, bom final.

    06/07 – Silêncio em espera, experimentação abstracta, memórias de Scott Walker, bom final.

    13/10/2019

    Nesta emissão, lançámo-nos no ambiente soturno ao som de uma experiência de Mount Eerie no domínio dos field recordings; é um dos seus lançamentos deste ano, a par de algo de nos chegará ainda no final deste 2019 – guardamos o seu nome bem junto de nós desde o fantástico (mas violento) A Crow Looked at Me. Segue-se Lolina, ex-colaboradora de Dean Blunt (ou […]

  • 29/06 – Disco dos black midi, coisas pesadas e duras preludiando sacarose final.

    29/06 – Disco dos black midi, coisas pesadas e duras preludiando sacarose final.

    30/09/2019

    O ano de 2019 está irremediavelmente marcado pelo disco de estreia dos black midi. Os miúdos são bons, têm pinta, e sabem-no; e isso torna-os ainda mais irresistíveis. Por isso, grande parte da emissão foi dedicada a descobrir o novo Schlagenheim, e a traçar possíveis influências dos meninos: vão desde os The Dismemberment Plan aos The Fall. A coisa dá-se bem. […]

  • 22/06 – Bonita pop francesa, ampla experimentação britânica, ainda os guecos de outrora, com hélio.

    22/06 – Bonita pop francesa, ampla experimentação britânica, ainda os guecos de outrora, com hélio.

    26/09/2019

    Nesta emissão, continuámos na senda da pop contemporânea; e este ano será, imaginamos sem grande margem de dúvida, um ano de definição para Christine and the Queens. Passaram por Portugal em apresentação de Chris, bonito e completo trabalho no âmbito do revivalismo dos sintetizadores, e tudo corre bem. (quase me esquecia – tivemos um ligeiro problema no microfone. Adiante) Uma […]

  • 15/06 – Rescaldo do NPS, nova pop estridente, sensualidade e experimentação.

    15/06 – Rescaldo do NPS, nova pop estridente, sensualidade e experimentação.

    23/09/2019

    Nesta emissão, havia ainda em nós o encanto de mais um NOS Primavera Sound, do qual destacámos três ou quatro concertos nesta emissão; acima de tudo e especialmente marcante, lembrámos o de Yves Tumor – que portento e que força! A seguir, passámos por um dos discos que guardaremos, com toda a certeza, deste 2019 – a […]

  • 01/06 – Primeiras descobertas no LGW?2019, mais Buarque, mais Tyler, experimentação infanto-juvenil.

    01/06 – Primeiras descobertas no LGW?2019, mais Buarque, mais Tyler, experimentação infanto-juvenil.

    19/09/2019

    Nesta emissão, a linearidade do programa foi respeitada, mas não a sua coesão; resultou uma espécie de amálgama de várias coisas que por aqui foram passando. Primeiro, os Seaside Lovers, que contam com o nome conhecido de Hiroshi Sato, e outro, Akira Inoue, que conheceremos no final da emissão. Bonito disco e bonita experiência. É tudo lindo, na […]

  • 25/05 – Rock adolescente contemporâneo, voz ornamentada, jazz, tudo num bonito caldeirão.

    25/05 – Rock adolescente contemporâneo, voz ornamentada, jazz, tudo num bonito caldeirão.

    15/09/2019

    Na última emissão de Maio (credo, como estamos atrasados!) ainda estavam os black midi em preparação do lançamento do novo disco; deles a propósito ainda fomos aos Crack Cloud e a Minutemen, os primeiros, contemporâneos, e os segundos, influência. Segue-se uma breve passagem pelo disco novo de Flying Lotus, que passado este tempo todo ainda não escutámos em condições. Em […]

Informações: