Carioquices - Artur Xexéo

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

O estilo de vida e comportamento do carioca.

Episódios

  • É um estrago geral

    'É um estrago geral'

    17/03/2020 Duração: 12min

    Artur Xexéo faz uma análise sobre medidas que estão sendo tomadas pelos governos municipal e estadual para conter o novo coronavírus. Ele também falou dos impactos no setor cultural. 'É uma situação de emergência. A gente não sabe muito bem o que vai acontecer, mas é uma sociedade inteira'.

  • Otimista aqui no Rio só a prefeitura

    'Otimista aqui no Rio só a prefeitura'

    10/03/2020 Duração: 11min

    Artur Xexéo fala sobre os caminhos tortuosos de intervenções públicas problemáticas nos últimos anos no Rio, entre elas, a ciclovia Tim Maia, a Av. Niemeyer e o BRT Transbrasil. Sobre a inaugurar um trecho do BRT seis anos depois 'é decepcionante'. Ele acrescenta que 'isso mostra o interesse eleitoreiro do prefeito'. Já o que aconteceu na Avenida Niemeyer foi uma das maiores vergonhas para qualquer prefeito. 'Eu não tenho segurança nenhuma de passar na Niemeyer'. Com relação à ciclovia Tim Maia, 'não sei o porquê da insistência nessa obra'.

  • Mais uma vez, o prefeito não foi solidário e não teve empatia com a população

    'Mais uma vez, o prefeito não foi solidário e não teve empatia com a população'

    03/03/2020 Duração: 16min

    Artur Xexéo falou sobre as declarações do prefeito Marcelo Crivella que chamaram a atenção do morador do Rio e causaram indignação. Em um dos casos, o prefeito culpou a população sobre os estragos provocados pela chuva. Em um vídeo, ele disse que a população gosta de morar perto de rios, em áreas de riscos, para gastar menos com canos. 'Que desastre de marketing político. O prefeito ir para o local da tragédia e, em vez de prestar solidariedade, faz essa agressão à população'.

  • Mangueira fez um enredo religioso e pregando a união de todo mundo

    'Mangueira fez um enredo religioso e pregando a união de todo mundo'

    25/02/2020 Duração: 13min

    Artur Xexéo faz uma análise do desfile das escolas do Grupo Especial. 'Para mim a grande escola desse carnaval foi a Mangueira'. Xexéu destaca que a escola pregou a união das religiões em tempos de tanto ódio. 'Teve risco o tempo inteiro, teve ousadia no desfile e deu certo'. Xexéo acrescenta que a Mangueira fez um desfile correto e empolgou. Ele também falou sobre o desfile da Mocidade que tinha muita expectativa, mas não foi tão impactante. Para Xexéo, a Unidos da Tijuca decepcionou. 'Achei irreconhecível o carnaval do Paulo Barros'.

  • O Rio, hoje em dia, não cultua, não cuida e não preserva a memória que está nas ruas

    'O Rio, hoje em dia, não cultua, não cuida e não preserva a memória que está nas ruas'

    18/02/2020 Duração: 09min

    Artur Xexéo fala do roubo da estátua da mãe de Marechal Deodoro, primeiro presidente do Brasil. O monumento de 400 kg foi levado de uma praça na Glória. 'O descaso com que são tratadas as estátuas do Rio é o exemplo do desprezo e do descaso com a memória que o país tem'.

  • Autoridades têm que saber o que fazer quando chover mais do que em todos os tempos

    'Autoridades têm que saber o que fazer quando chover mais do que em todos os tempos'

    11/02/2020 Duração: 12min

    Na avaliação de Artur Xexéo, dificuldade do Rio de Janeiro em lidar com chuvas fortes reflete problemas na gestão pública. Para ele, tentativas de justificar problemas alegando 'chuvas atípicas' são inválidas, bem como recomendações simplórias para que se fique em casa. 'Não podemos simplesmente nos isolar do mundo porque está chovendo', avalia.

  • O carnaval está aí para a gente se divertir, achar graça e criticar

    'O carnaval está aí para a gente se divertir, achar graça e criticar'

    04/02/2020 Duração: 08min

    Artur Xexéo diz que o Rio sempre reagiu com bom humor as suas adversidades. ‘A marchinha de carnaval é o grande cronista do Rio de Janeiro’. No comentário, Xexéo destaca o problema da crise da água e os reflexos para o consumidor. Ele faz uma associação dos problemas do Rio com as marchinhas de carnaval. 'O estado não está oferecendo o serviço que a gente contratou'.

  • Teatro Casa Grande faz parte da história do Rio e da resistência contra a ditadura militar

    'Teatro Casa Grande faz parte da história do Rio e da resistência contra a ditadura militar'

    28/01/2020 Duração: 13min

    Artur Xexéo fala sobre a manifestação de integrantes da classe artística contra a licitação do estado para escolher uma nova gestão pro Teatro Casa Grande, no Leblon. 'É realmente uma história que o teatro tem e que não pode ser desconsiderada. É um espaço muito querido da cidade'.

  • É natural que Regina Duarte esteja assustada

    É natural que Regina Duarte esteja assustada

    21/01/2020 Duração: 12min

    Cargo na pasta de Cultura tem estrutura complexa. Para Artur Xexéo, Regina Duarte pediu um período de adaptação para ver se ela tem capacidade de gestão. Ele acredita que ela está bem intencionada, mas não vale só a intenção de fazer um bom trabalho.

  • O prefeito vê o carnaval como um problema e não como uma festa para a cidade

    'O prefeito vê o carnaval como um problema e não como uma festa para a cidade'

    14/01/2020 Duração: 18min

    Artur Xexéo diz que para Crivella 'o carnaval é um problema não é uma festa que dá dinheiro e traz turista'. Xexéo acrescenta que o renascimento dos blocos renovou o carnaval do Rio e virou um modelo para o país. A conversa contou com a participação de Pedro Machado, integrante do bloco 'Escangalha' Segundo ele, a prefeitura mostra um desinteresse absoluto pelo debate. Sobre o anúncio do prefeito de impedir o desfile de dois megablocos no mesmo dia, na Zona Sul, após a confusão de domingo na praia de Copacabana, Pedro Machado disse que a 'generalização não é só perigosa é preguiçosa'.

  • Falta de centralização leva a problemas na organização do carnaval do Rio

    Falta de centralização leva a problemas na organização do carnaval do Rio

    07/01/2020 Duração: 16min

    Para Artur Xexéo, não é um 'erro' exigir que um evento público com mais de mil pessoas tenha uma ambulância, como diz a lei. O que, segundo ele, é um problema é o excesso de burocracia. O comentarista também cobra da prefeitura e dos organizadores de blocos antecedência no planejamento. 'Se não existe um número suficiente de ambulâncias para atender à legislação, ou tem que ter menos blocos ou mais ambulâncias', defende Xexéo.

  • Xexéo elege os melhores, os piores e o mala do ano no Rio

    Xexéo elege os melhores, os piores e o 'mala' do ano no Rio

    31/12/2019 Duração: 07min

    Artur Xexéo fez um balanço do ano de 2019. Ele elegeu os melhores e piores do Rio de Janeiro. 'O melhor do ano foi o Rock in Rio'. Segundo ele, o evento permitiu que a cidade mostrasse sua vocação para a música, o turismo e a alegria. 'É um respiro e uma esperança'. Xexéo disse que o pior do ano ficou com a área da saúde, com a incapacidade da Prefeitura do Rio em gerir o setor. Xexéo destaca que o mala do ano foi o prefeito Marcelo Crivella, não só pela incompetência e inabilidade, mas por atrapalhar a vocação de festa que a cidade tem.

  • Meu maior presente foi salvar a vida dele, diz jovem que salvou menino de pitbull

    'Meu maior presente foi salvar a vida dele', diz jovem que salvou menino de pitbull

    24/12/2019 Duração: 13min

    Patrick do Céu, de 20 anos, conversou com Arthur Xexéo e Bianca Santos sobre o caso. História marcou o fim de 2019, que também teve exemplos de solidariedade no incêndio no Hospital Badim, quando donos de uma creche abriram as portas para receber os pacientes.

  • O prefeito está vivendo uma verdade particular que não é compartilhada pelo resto da população

    'O prefeito está vivendo uma verdade particular que não é compartilhada pelo resto da população'

    17/12/2019 Duração: 08min

    Artur Xexéo analisa a postura do prefeito Marcelo Crivella diante da crise financeira que se instalou no município do Rio. 'O prefeito está equivocado, metendo os pés pelas mãos, e isso é resultado de três anos de má administração'. Xexéo diz que negar a realidade faz parte do estilo autoritário do prefeito.

  • É triste para a população, triste para os médicos, triste para todo mundo

    'É triste para a população, triste para os médicos, triste para todo mundo'

    10/12/2019 Duração: 09min

    Artur Xexéo fala sobre a situação dos funcionários da saúde no Rio, que estão com salários atrasados. 'O sistema de saúde do Rio de Janeiro já é ruim com os médicos trabalhando, sem os médicos trabalhando é um caos'. Ele acrescenta que o prefeito está no poder há três anos, não dá para reclamar mais de herança maldita. Xexéo também fala sobre a cultura e a resistência do Festival do Rio, que acontece com atraso e, por causa da falta de patrocínio, só foi possível a realização com o financiamento coletivo. 'A cultura resiste'.

  • Não há uma preocupação verdadeira de incentivar o turismo no Rio

    'Não há uma preocupação verdadeira de incentivar o turismo no Rio'

    03/12/2019 Duração: 15min

    Artur Xexéo fez uma análise sobre o ranking do turismo feito pela Euromonitor que mostra que a cidade do Rio de Janeiro saiu do ranking das 100 melhores. Segundo Xexéo, essa é uma notícia triste para uma cidade que pretende ser turística. 'Acho que o turista teme o Rio. É uma cidade não conseguiu controlar seus índices de violência, que tem uma imagem de insegurança e cujas principais atrações não recebem investimento'.

  • Essa República vale uma nota é a revelação de um Brasil que não ensinaram na escola

    'Essa República vale uma nota' é a revelação de um Brasil que não ensinaram na escola

    26/11/2019 Duração: 26min

    O quadro Carioquices, de Artur Xexéo, reuniu o jornalista Octavio Guedes e o economista Daniel Souza, ambos da GloboNews, para falar sobre o livro ‘Essa República vale uma nota’. A obra é protagonizada por um fictício colunista de jornal, que registra bastidores de fatos reais que marcaram os 130 anos da República.

  • Na briga entre prefeito e governador pelo Sambódromo quem perde é o povo

    'Na briga entre prefeito e governador pelo Sambódromo quem perde é o povo'

    12/11/2019 Duração: 08min

    Artur Xexéo analisou o impasse sobre a administração do maior palco do carnaval carioca. O comentarista acreditava que Marcelo Crivella e Wilson Witzel fossem ter uma relação melhor do que mostram publicamente. 'Não dá para entender a atitude do prefeito, ele já revelou que não gosta de carnaval', questiona Xexéo.

  • Não tem mais justificativa para manter horário de verão

    'Não tem mais justificativa para manter horário de verão'

    05/11/2019 Duração: 09min

    Arthur Xexéo afirmou que o principal objetivo da mudança de horário não faz mais efeito porque não há economia de energia. O comentarista acredita que o humor dos cariocas foi afetado pela 'saudade' do horário de verão. 'Não ter ganho econômico com eletricidade é o bastante para acabar com a medida?', questiona Xexéo.

  • Quem vai pagar o pato e a conta somos nós

    'Quem vai pagar o pato e a conta somos nós'

    29/10/2019 Duração: 12min

    Artur Xexéo fala da destruição da praça do pedágio da Linha Amarela determina pela Prefeitura do Rio. 'Uma das interpretações é que foi uma medida eleitoreira. Eu não consigo imaginar que voto ou que eleitor o prefeito vai ganhar com essa demonstração de vandalismo'. Xexéo acrescenta que, supostamente, ele está lutando por um pedágio mais barato. 'Mostra, mais uma vez, como essa administração investiu na desordem pública. Aquilo é um exemplo de desordem publica comandada pela mais alta autoridade do município'.

página 1 de 2

Informações: