Melhores Crônicas José Castello

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Como Mário de Andrade, o cronista José Castello pode dizer que é trezentos, trezentos e cinquenta, talvez mais, sempre o mesmo e sempre variável, de acordo com as sugestões e inquietações do momento. Essa mobilidade espiritual assusta alguns leitores. Um deles escreveu ao cronista queixando-se de que ele mudava a cada semana e classificando-o de "sujeito sem caráter". O leitor condenava o que talvez seja a maior qualidade, ou uma das maiores, de José Castello, a capacidade de se renovar a cada dia, a multiplicidade de interesses, a variedade de pontos de vista.

O que seria do cronista, e do mundo, com a invariabilidade e a mesmice elevadas à aspiração suprema? No seu caso pessoal, a visão múltipla da vida se intensifica por se tratar de um ficcionista, um criador de personagens, que vira e mexe introduz em suas crônicas alguma criatura saída de sua imaginação, mas com vida própria o suficiente para criar caraminholas na cabeça de alguns leitores. A "brincadeira" de introduzir seres imaginários no mundo dos vivos mostra algumas facetas do cronista, o seu humor, por vezes ácido, a irreverência, o gosto pela paródia convertida em sarcasmo, provenientes em parte do conhecimento ...