Melhores Poemas Mario Quintana

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Classificado por si mesmo como aprendiz de feiticeiro, Mario Quintana deixou algumas das feitiçarias poéticas mais fascinantes da literatura brasileira. Poemas curtos, versos simples e musicais, poesia aberta para o mundo do sonho, consagrada por uma imensa receptividade popular.

Mario Quintana entrou na literatura brasileira quase em surdina, sem estardalhaço, sem autopromoção, como um aprendiz de feiticeiro brindando o público com os seus baús de espanto. O poeta nasceu em Alegrete, Rio Grande do Sul, em 1906, cursou o Colégio Militar de Porto Alegre, trabalhou na Livraria do Globo, fez jornalismo e inúmeras traduções, recebeu vários prêmios literários. Faleceu em 1994. O principal dado biográfico é que, ao longo da vida, nunca deixou de ser poeta. Ao contrário da maioria dos escritores brasileiros, sempre apressados, Quintana estreou em livro após os 30 anos, com a coletânea de sonetos A Rua dos Cata-Ventos (1940), na qual ainda palpitavam notas neossimbolistas. Levaria seis anos para publicar um novo livro, Canções, de extrema simplicidade e musicalidade, que se renovam nos surpreendentes poemas em prosa de Sapato Florido (1947).Em Espelho Mágico (1948), com um espírito l...