Nada Mais A Dizer

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Para todos os efeitos, Derrick é um jovem silencioso. Afirmar que seu quietismo o torna inapto a centralizar uma narrativa e um despropósito diante do qual recuso calar. E, com isso em mente, pergunta-se: quanto significado pode haver no puro silêncio, na completa e mais sincera ausência de palavra? Ora, dirão que a questão já nasce despropositada em nosso mundo ruidoso, um mundo magistral quando se trata de atribuir às próprias características o condão da unicidade. E essa esfera de paradigmas ganha voz, nesse debate, somente para justificar-se diante de suas multidões, embevecê-las na crença de que são as únicas no labor de fabricar significados.
Aqui, no início deste parágrafo, desisto de apresentar um argumento contrário... pois que isso seria abonar a oposição com sua própria nomenclatura, pagar (a quem não devo) com a própria moeda. O que proponho em lugar disso, caro leitor, é que faça com esse livro o que faz com qualquer outro que cai e permanece em suas mãos. E depois de concluído, pergunte-se como pode haver tamanha solidão e apatia em tudo o que não foi dito, ou no tão pouco que se chegou a dizer.
A história que tenho para vocês é uma história sobre irmandade e alheamento. É uma história que se traz pelo grito e, com igual importância, pelo silêncio de suas personagens.