O Primeiro Emprego

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

O desemprego, que afeta milhões de pessoas no Brasil e no mundo, atingindo com especial perversidade os jovens em busca de uma primeira oportunidade profissional, foi tema de uma pesquisa apaixonada de Maria Rita Loyola, filha do escritor Ignácio de Loyola Brandão.
Sugestionado pelo interesse da filha e suas indagações a respeito do primeiro emprego na década de 1950, quando ele se iniciou na vida profissional, o escritor resvalou para o túnel do tempo, lembrando sua experiência pessoal. Daí, para a elaboração de um texto, recordando o início de sua vida profissional, foi um pulo.
O relato de Ignácio de Loyola conta fatos do passado, com insights no presente, utilizando como contraponto trechos da pesquisa de Maria Rita e fotos de época, estabelecendo dessa forma um paralelo entre duas épocas. "Juntando as peças, o leitor terá a imagem de uma questão que não angustia apenas os jovens e adultos em busca de emprego, mas governantes e empresários, porque se trata de uma preocupação que envolve os destinos do Brasil', observa Brandão.
Como o autor faz questão de frisar, não se trata de memórias, mas da lembrança de um momento da vida de um jovem, 'filho de operário, que não parecia ter muitas chances na vida, avaliando o panorama de empregos de uma época'.