Suicídio E Saber Médico

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Este livro indaga os modos de problematização do suicídio pela medicina brasileira, ao longo do século XIX- de 1830 a 1900.

Interroga o que possibilitou o surgimento do tema como objeto de análise dos discursos médicos brasileiros, o que tornou possível o uso de determinados conceitos, teorias e apropriações nesses discursos, além de ressaltar a correlação entre a medicina e outros campos do saber.

Algumas séries temáticas foram recortadas e organizadas para explorar e analisar a experiência do suicídio, e que são apresentadas para questionar a constituição histórica dos sentidos, imagens, referências e identidades: distúrbios e desequilíbrios mentais, paixões, diferenciações de gênero e a influência da literatura, principalmente a romântica.

Desviando de uma visão universalizante, interroga os modos de produção de verdades sobre o suicídio, indicando sua construção discursiva, cultural e social.