Jerusalém Destruída

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Antes de mais nada: a Jerusalém a que o escritor e jornalista Tarcísio Lage se refere no título de seu romance não é real, mas a capital-símbolo das três principais correntes religiosas que, desde o início dos tempos, dividem o mundo: Judaísmo, Cristianismo e Islamismo.
A metáfora serve para ilustrar trajetória de Tarquínio Esperidião, jornalista de meia idade assombrado por fotografias que ‘falam’, trazendo à lembrança momentos impactantes de sua biografia e da História do Brasil. A culpa incutida pela religião da infância, a atração pelos estalinismo da juventude, a anarquia da idade madura e as dúvidas da velhice emergem através de um diálogo vivaz com a memória tendo como pano de fundo o nosso Brasil com seus problemas crônicos: racismo, preconceito, corrupção, entre outros.
Escrito com linguagem ágil e repleto de humor, Jerusalém destruída mostra um painel tragicômico da sociedade brasileira, de um jeito que só um espectador privilegiado da História como Tarcísio Lage poderia conceber.