Os Muitos Nomes De Silvana: Contribuições Clínico-políticas Da Psicanálise Sobre Mulheres Negras

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

"Os muitos nomes de Silvana" poderiam ser "os muitos nomes" de Maria, Paula, Conceição, entre outros. Essas personagens, apesar de terem diferenças identitárias e históricas, têm algumas características em comum: são mulheres, pobres e negras. A autora tenta cercar, numa abordagem da Psicanálise em interface com a História, a Sociologia e a Antropologia, essas características e buscar a difícil e quase impossível explicação sobre os caminhos obtusos e sinuosos do silenciamento da "cor" nas pesquisas psicanalíticas. A leitura não deixa dúvida sobre a representação destas mulheres no imaginário coletivo de uma sociedade racista como a brasileira. O consciente e o inconsciente, o dito e o não-dito se misturam em nosso cotidiano, como se formassem um iceberg cuja ponta podemos enxergar a olho nu, mas não a parte mais profunda que exige as ferramentas de uma análise psicanalítica.
Kabengele Munanga