Os sentidos da justiça em Aristóteles

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Esta investigação apresenta uma análise dos sentidos da concepção de justiça em Aristóteles, sobretudo a partir do Livro V da "Etica Nicomachea" e do Livro III da "Política". O texto procura identificar as características centrais da teoria da justiça de Aristóteles, refletindo sobre seu aspecto prático, ético, político e complementar. Assim, tem-se como enfoque inicial a teoria das virtudes de Aristóteles, com destaque para os conceitos de eudaimonia, mesótês, proáiresis e phrónêsis. A dificuldade seguinte é ver em que medida a virtude da justiça guarda relação com o modelo das virtudes de forma geral. Assim, a interpretação irá na direção de compreender a teoria aristotélica de justiça como um modelo ético complementar, uma vez que o critério do justo será entendido tanto como uma virtude moral quanto será identificado com princípios matemáticos de igualdade, que são universais.