A Falência Do Narrador: Ou Quem Está Narrando A História?

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

O percurso de leituras elaborado em A Falência do Narrador oferece ao leitor uma contemporânea abordagem sobre as manifestações narrativas no Cinema. A perspectiva do megaobservador, inaugurada nesta obra, pretende fornecer um novo paradigma de análise que possibilite uma maior compreensão dos agentes envolvidos no processo de criação cinematográfico. Partindo da reflexão filosófica de Walter Benjamin sobre a flânerie baudelariana articulada com uma seleção de conceitos referentes às teorias literária e cinematográfica, os autores apresentam de forma ensaística questionamentos sobre as classificações dos narradores no cinema. A pergunta "quem está narrando a história?" tem a intenção de retomar alguns aspectos subjetivos que a crítica eventualmente não incluiu em sua reflexão, ampliando algumas concepções cristalizadas - como a de autor e narrador no cinema - sem instituir uma síntese, mas apresentar uma abordagem a partir da noção de "conceito aberto" na qual possam ser estabelecidos diálogos com a narrativa clássica e com o que de novo se pode observar nas atuais narrativas cinematográficas e televisivas. Dessa forma, A Falência do Narrador propõe revisitar algumas discussões feitas por outros autores e oferecer novas ideias a respeito das vozes narrativas e dos sujeitos envolvidos no processo técnico e criativo, abrindo espaço também para a inserção do leitor e do espectador nessa percepção.