Senso Comum E Os Direitos Do Homem

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Reunidos em um só volume, Senso comum, Os direitos do homem e Dissertação sobre os primeiros princípios do governo revelam a força de um dos intelectuais mais aguerridos e revolucionários do século XVIII, um dos primeiros defensores da democracia e do liberalismo como os conhecemos hoje. Quando ninguém ousava duvidar da monarquia como forma de governo, o inglês Thomas Paine (1737-1809) lançou Senso comum, em 1776. O panfleto, publicado de forma anônima, causou um estardalhaço junto ao público: Paine conclamava a população das colônias americanas a se unirem contra a dominação britânica e assim dar início à Guerra da Independência dos Estados Unidos (1775-1783).

Com Os direitos do homem (publicado em duas partes em 1791 e 1792), Paine se tornou um dos maiores intérpretes da Revolução Francesa, além de apresentar uma visão inédita sobre um plano de governo republicano, que previa uma socie­dade igualitária. Em 1802, rumou para os Estados Unidos, onde morreu na pobreza, marginalizado, em Nova York, em 1809.