Mercado Central: Modernidades E Resistências Cotidianas No Rio De Janeiro Das Primeiras Décadas Da República

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Um Rio de Janeiro, um Mercado e uma modernidade inconclusa. Imagens e textos de uma paisagem urbana em transformação. Sonhos e expectativas. Projetos republicanos forjados em ferro e vidro. E, na beira do mar, ergue-se o Mercado Novo. Virando as páginas bem escritas pelo jovem historiador Vitor Leandro, o leitor poderá conhecer suas histórias e seus personagens. A obra nos transporta para uma peixaria, um armazém, ao burburinho das ruas e à 'confusão' do comércio. Trabalhadorese transeuntes de todos os tipos, credos, cores e nomes. Sem dúvida, constitui-se em referência fundamental nos estudos de História Social da Cultura do Rio de Janeiro. Andrea Casa Nova Maia Professora do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História Social (UFRJ)