Memórias Da Escravidão Em Mundos Ibero-americanos: (séculos Xvi-xxi)

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Memórias da escravidão em mundos ibero-americanos (Séculos XVI-XXI) marca um percurso de diálogos historiográficos estabelecidos no grupo de pesquisa "Escravidão e Mestiçagens: memórias, comércios, conexões e trânsitos culturais no Novo Mundo", que, no decorrer dos últimos doze anos, vêm fomentando debates em congressos e seminários que envolvem vários especialistas do Brasil e do exterior.
A escravidão nas sociedades ibero-americanas, sob a ótica da conformação das hierarquias sociais em estruturas de antigo regime, assim como em suas experiências de mestiçagens biológicas e culturais, tem sido o objeto de pesquisas alimentadas por intensos intercâmbios acadêmicos.
A partir de pesquisas com distintos recortes temáticos e metodológicos alicerçadas, igualmente, numa extensa variedade de fontes de pesquisa, a memória da escravidão é revisitada em vários aspectos, sejam pelos esquecimentos voluntários ou pelas lembranças construídas, ambos com marcas indeléveis nos planos culturais, políticos, econômicos e sociais.
O livro contribui com novas questões conceituais, interpretativas que estimulem outras reflexões. De antemão, salienta-se que as dinâmicas da construção de memórias não são estáticas, mas criadas por historiadores, outros cientistas sociais e por agentes sociais múltiplos em diferentes contextos. Tais dinâmicas foram e são influenciadas pelo presente de ontem e pelo presente de hoje.