Sobre A Utilidade E A Desvantagem Da História Para A Vida: Segunda Consideração Extemporânea

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

Publicada em 1874, a segunda das quatro considerações extemporâneas, Sobre a utilidade e a desvantagem da história para a vida, foi definida pelo autor em sua autobiografia, "Ecce homo", como sendo o tratado que, através de nossa capacidade de perceber e dar significado ao passado, "traz à luz o que há de perigoso, corrosivo e envenenador da vida".
E continua: "A vida doente dessa engrenagem e mecanismo desumanos, da impessoalidade do trabalhador, da falsa economia da divisão do trabalho". Nessa obra o sentido histórico do qual nosso século se orgulha foi pela primeira vez reconhecido como doença, como signo típico da decadência.
A obra, contudo, não é pessimista. No último século e neste, a segunda extemporânea tem se configurado representante fundamental da investigação sobre o valor da história e da cultura histórica ocidental. As noções de aistórico e supra-histórico, apresentadas em Sobre a utilidade e a desvantagem da história, podem ainda nos dizer muito acerca de nosso olhar sobre o passado e como nos aproveitamos dele para bem vivermos o presente e gestarmos o futuro.