Melhores poemas: Paulo Leminski

Paulo Leminski (1944-1989) renovou o cenário poético nacional com uma obra irreverente e cheia de contrastes, na qual a herança milenar dos haicais se misturava à...

Melhores Poemas Paulo Leminski

Paulo Leminski foi uma das grandes surpresas da poesia brasileira nos últimos trinta anos. Pertencendo a uma geração de insatisfeitos e irreverentes levou a insatisfação e a...

Nunca Antes Na Diplomacia: A Política Externa Brasileira Em Tempos Não Convencionais

Nunca antes na diplomacia? Provavelmente...Tudo o que sempre lhe intrigou na política externa da era do -nunca antes-, e não tinha a quem perguntar?Agora já tem, ou, pelo...

Contra A Corrente: Ensaios Contrarianistas Sobre As Relações Internacionais Do Brasil 2014-2018

O embaixador Rubens Barbosa, com quem o autor trabalhou em diversas ocasiões, ao longo de quase três décadas de carreira diplomática, chamou-o certa vez de accident-prone...

Tédio: O Cansaço De Viver

O início de uma investigação comporta necessariamente um conjunto de dúvidas que, espera-se, serão superadas no curso da produção do conhecimento. Também o tédio, uma vez...

O Homem Que Pensou O Brasil

Quando se lê, retrospectivamente, todos os seus escritos, desde sua tese de mestrado na Universidade George Washington (1947) – que já era o equivalente a uma verdadeira tese...

Antologia de Paulo Henriques Britto

Na Coleção Grandes Poetas Contemporâneos, apresentamos a Antologia de Paulo Henriques Britto, uma seleção de poemas escolhidos e lidos pelo próprio autor. Poeta, contista,...

A Constituição contra o Brasil: Ensaios de Roberto Campos sobre a Constituinte e a Constituição de 1988

A Constituição de 1988 é um documento provocativo, inegavelmente criativo, mas, por suas características, desestabilizador da vida nacional. Não há exageros em afirmar-se...

Paulo Everton Dias, Em Letras

Este livro é uma das formas que achei para mostrar como me sinto, poderia me sentir e acredito que me sentirei. Falando em diferentes faixas de idade, mas em...

Melhores Poemas José Paulo Paes

José Paulo Paes foi a antítese do poeta derramado. Irônico, por vezes de uma ironia perversa, indignado, angustiado, brincalhão, soube expressar, como poucos poetas, ironia,...

página 1 de 100