Encontrando a liberdade

Teste agora Após 7 dias, será cobrado valor integral. Cancele quando quiser.

Sinopse

A história inspiradora de um homem que foi condenado à morte e, mesmo preso há mais de 30 anos, se tornou um mestre budista

Existem muitas formas de liberdade. Algumas ficam à mercê das nossas circunstâncias pessoais, enquanto outras não podem jamais ser tiradas de nós. Jarvis Jay Masters é um homem negro que nasceu numa família pobre e teve uma infância cercada de negligência e violência. Foi recolhido a uma instituição para menores infratores aos 12 anos, preso numa penitenciária aos 19, condenado à morte aos 23. Hoje aos 58, está há mais tempo confinado a uma cela do que caminhando livremente pelas ruas. Mas, em determinado momento, partiu em busca da liberdade: após começar a se corresponder com o mestre budista Chagdud Tulku Rinpoche, assumiu um compromisso permanente com a não violência e com a paz. No livro “Encontrando a liberdade”, Jarvis conta a sua trajetória – uma história permeada por uma visão de esperança e uma possibilidade de liberdade mesmo nos tempos mais sombrios.

Mas que liberdade é essa que Jarvis encontrou e que o inspirou a escrever sua história? Certamente ela não tem a ver com decidir o que fazer que o que não fazer – afinal, preso numa instituição de segurança máxima, ele não pode nem ao menos escolher coisas muito simples como, por exemplo, o que e quando comer ou quando acender ou apagar as luzes de sua cela.

Também não tem qualquer relação com fuga. Na verdade, é justamente o contrário: uma capacidade imensa de confrontar a si mesmo, todos os dias, e de saber que, por mais difícil, quase impossível que possa parecer, há sempre escolhas a serem feitas. E a principal delas é cultivar a paz interior não importa onde você esteja, não importa o que aconteça. É reconhecer que todos nós, independentemente de idade, cor, raça, gênero e posição social, nunca temos certeza de que ainda haverá um amanhã para vivermos e que cada pessoa é, sim, capaz de compreender o que o outro sente – basta que pratiquemos.

As palavras do mestre de Jarvis continuam ecoando para ele e, após a leitura do livro, para todos nós: “A liberdade está onde você está”. Não importa se atrás das grades, ou sem sair de casa há vários meses, confrontados, entre quatro paredes, com nossos maiores medos, obrigados a usar máscaras e a adotar procedimentos de segurança que tolhem nossos gestos e impulsos. Em Encontrando a liberdade, Jarvis Jay Masters deixa claro que a prática espiritual nada mais é do que nos mantermos despertos e próximos da verdadeira natureza de nossos corações e mentes, aquela que escolhe a liberdade da compaixão, do amor e da felicidade em vez do sofrimento.

Capítulos

  • Nota do autor à edição brasileira

    Duração: 05min
  • Prefácio

    Duração: 03min
  • Introdução

    Duração: 17min
  • Nota do autor à primeira edição

    Duração: 01min
  • Parte I: Santuário

    Duração: 06min
  • Ratos

    Duração: 01min
  • O pequeno pardal negro

    Duração: 07min
  • O desejo de Pablo

    Duração: 08min
  • O homem que fala sozinho

    Duração: 06min
  • Uma razão para viver

    Duração: 16min
  • Malucos

    Duração: 22min
  • Treze sessenta e oito

    Duração: 05min
  • A visita ao ninho de amor

    Duração: 09min
  • É curioso como o tempo voa

    Duração: 06min
  • Parte II: Exercício de luto - Receita de aguardente da prisão

    Duração: 02min
  • Quando fui condenado pela primeira vez

    Duração: 02min
  • Cicatrizes

    Duração: 10min
  • Minhas irmãs e eu

    Duração: 04min
  • Minha mãe morreu

    Duração: 01min
  • Exercício de luto

    Duração: 08min
página 1 de 3